Os Queijos Brasileiros Fizeram Bonito na França

17/09/2021 00:00

            Nos últimos dias 12 a 14 de setembro, realizou-se em Tours, na França, a 5ª edição do tradicional "Mondial du Fromage et des Produits Laitiers 2021". Este concurso bianual é o mais importante cotejo mundial do setor queijeiro.

 

            Desta feita,  participaram 940 produtos de 46 países. O resultado apontou 331 queijos medalhados, sendo 30 com Supergold, 81 com Gold, 120 com Silver e 100 com Bronze.

 

            Todos os 183 queijos brasileiros participantes ficaram abrigados no stand da Associação SerTãoBras, que labuta em prol dos produtos artesanais de nosso país. Os queijos brasileiros tiveram uma participação enormemente elogiada, pois amealhou 57 medalhas, ou seja, 17,2% do total delas, ficando atrás apenas da França. Foram nada menos que 5 Supergold, 11 Gold, 24 Silver e 17 Bronze.

 

            Os nossos cinco Supergold foram quatro mineiros _ três deles Queijos de Minas Artesanal, sendo um deles maturado com cachaça _ e um paulista:

            - Queijo Minas Artesanal Quilombo na Cachaça, de Ivacy Pires dos Santos;

            - Queijo Canastra Reserva do Ivair, de Ivair José de Oliveira;

            - Queijo Canastra Serjão Maturado 100 dias, de Sérgio de Paula Alves;

            - Queijo Casamenteiro, dos Laticínios Cruzília;

            - Queijo Mandala 12 meses, da fazenda paulista Pardinho Artesanal.

 

            Esses foram os 11 produtos que receberam medalha de ouro:          

            - Queijo Cuestinha 2 meses, da Pardinho Artesanal;

            - Queijo A Lenda, dos Laticínios Cruzília;

            - Queijo Serrinha Silvania lavado na Cerveja, Estância Silvania de Camila Almeida Alves;

            - Queijo Primavera Silvania, Estância Silvania de Camila Almeida Alves;

            - Queijo Valentina, de Izabela Dias Fiorentini;

            - Queijo Gregorio, Fazenda Santa Luzia de Maristela Nicolellis;

            - Queijo Sinhana Mons Cremeux, de Holorico Soares Costa;

            - Queijo Bem Brasil Extra Maturado, de Carolina Vilhena Bittencourt;

            - Queijo Foguim, de João Vicente Rodrigues Borges;

            - Queijo Artesanal JM Resinado, de Marlucy Leite;

            - Queijo Artesanal Fazenda Bela Vista Premium 60, de Renato de Souza e Thaylane. 

 

            Outros destaques:

            - A Pardinho Artesanal da cidade paulista de mesmo nome, saiu-se magnificamente com uma super ouro, uma ouro e duas prata: Queijo Cuesta 10 meses e Queijo Cuesta 8 meses;

            - Os Laticínios Cruzília também brilharam no concurso, com uma super ouro, uma ouro, uma prata (Queijo Manto da Serra) e uma bronze (Queijo da Serra da Mantiqueira);

            - A Estância Silvania de Caçapava - SP, além das duas amostras com ouro, teve mais um queijo medalhado: o Taiada Silvania, com bronze;

            - O Ivacy Pires dos Santos além do seu super ouro, recebeu uma medalha de prata pelo  seu Queijo Minas Artesanal Quilombo Casca Lavada;

            - O Sergio de Paula Alves também levou um super ouro e uma prata com o Queijo Canastra Serjão 18 dias,      

            - O Ivair José de Oliveira também além de seu super ouro, teve mais uma medalha de bronze pelo Queijo Canastra do Ivair;

            - A queijeira Izabela Dias Fiorentini teve quatro medalhas: uma de ouro e três de prata pelos produtos Queijo Giovanna, Queijo Solera e Queijo Ribeiro Fiorentini 120 dias;

            - A Fazenda Santa Luzia paulista ganhou além de uma de ouro, duas outras de prata com o Queijo Fernão e o Queijo Tropeirinho.

 

            Para aqueles que vem acompanhando de perto a evolução dos queijos brasileiros, no presente século, estas premiações não causaram nenhum espanto. Fazendo um pequeno apanhado do que vem ocorrendo para a melhoria dos nossos queijos, não poderíamos deixar de mencionar os próprios concursos de queijos que por aqui surgiram recentemente.

 

            Em novembro de 2014, aconteceu o 1º Prêmio Queijo Brasil, reunindo 136 queijos artesanais brasileiros. Esse evento, foi uma iniciativa da Mercearia Mestre Queijeiro e do GT Slow Food de Queijos Artesanais. Em 2016, ocorreu o 2º Prêmio Queijo Brasil desta feita com 234 queijos artesanais brasileiros, do qual participei como jurado. Em 2018, não participei do 3º Prêmio que reuniu 403 exemplares. Vários dos meus queijos nacionais favoritos participaram dessas provas.

 

            Atualmente, o mercado oferece vários queijos produzidos no Brasil, sejam aqueles genuinamente nacionais, ou seja, os desenvolvidos em nosso país, muitos deles artesanais; sejam outros baseados em tipos consagrados de outros países.

 

Setembro 2021

1º Mapa Vinícola do Brasil

Contato

JOSÉ OSVALDO ALBANO DO AMARANTE Atualizado em 21 JAN 2022 joa.amarante@gmail.com
www.amarante-vinhos.com.br